Menu

Lareiras, atração irresistível

É só o frio chegar e a imagem de um ambiente acolhedor, aquecido por uma bela lareira, logo vem à mente. Afinal, nada é mais gostoso do que curtir um vinho embalado pelo bate-papo com os amigos ou a família em torno do fogo. Veja cinco exemplos.

No meio do living
Antes mesmo de projetar a casa, os moradores já sabiam que uma lareira não poderia faltar. Afinal, o terreno fica numa cidade próxima a São Paulo, onde a temperatura é cerca de 3º C mais baixa do que na capital. Para aquecer e também criar um elemento marcante na área social, o arquiteto Waldir do Amaral instalou uma coifa poderosa entre a sala de estar e a de leitura. “Assim, ela serve também como um divisor de ambientes”, diz Waldir. Ao redor do fogo, uma grande área de apoio em balanço expõe objetos e livros.

lareiras
Granito preto (DTL) reveste a base da lareira. A coifa, desenhada por Waldir, é de chapa de aço e leva pintura de alta temperatura (execução da Construflama). Tapete da By Kamy e pufe de feltro da Benedixt. Sobre a lareira, vaso da L

Detalhe clássico
Colecionador de arte, o morador desta casa procurou o designer de interiores Oscar Mikail logo que comprou o imóvel: ele queria imprimir um estilo mais clássico à sala de lareira, que abriga parte de seu acervo de obras. Oscar retirou, então, a moldura existente, de mármore travertino, e a substituiu por um frontão antigo de mármore carrara esculpido. Sobre a peça, um lugar de honra ficou reservado para uma pintura italiana do século 18. Moderna, a tela de proteção da lareira faz o contraponto.

lareiras_2
O frontão entalhado foi comprado na loja Augusta 664. Ele sustenta copinhos com velas (Le Lis Blanc Casa). Sobre a mesa de vidro e aço (MTM), vaso de cristal da Grifes & Design com arranjo de Toioco Kamogawa. Poltrona de estilo anos 1940 da Vermeil.

Surpresa na estante
Além de ser o centro da casa, esta sala de estar serve também como a integração entre os dois jardins laterais. Projetado pelos arquitetos Sergio Kipnis e Marina Grinover para ser o ponto de encontro da família e dos amigos, o ambiente se tornou ainda mais acolhedor com a instalação da lareira. A atração fica por conta do local inusitado que ela ocupa – o meio da estante de alvenaria branca – e pela chapa metálica pintada de amarelo-ovo, que esconde a coifa.

lareiras_3
A estrutura da lareira é um kit pré-fabricado (Construflama) que foi encaixado na alvenaria. À frente da coifa, a chapa metálica forma um colchão de ar que é aquecido quando a lareira está ligada. O ar quente sai pela fresta da chapa e também leva calor para o ambiente. Na estante, aquarela de Santuza Andrade e objetos da Benedixt. Sobre a mesa de centro, esculturas de Elaine Gomes (Monica Filgueiras Galeria).

Terraço quentinho
A varanda da casa sempre foi o espaço mais freqüentado pela família, mas, como era acanhada, os moradores pediramà arquiteta Clarissa Strauss que a ampliasse. O projeto incluiu a instalação de uma lareira para que eles possam aproveitar o espaço também nos dias frios. “Como a colocação de uma chaminé era impossível – acima do terraço, fica o quarto do casal -, optamos por um modelo a gás, que não libera fumaça”, diz Clarissa. A parte superior, que parece esconder a coifa, na verdade é apenas uma caixa de alvenaria.

lareiras_4
Em sintonia com os acabamentos mais rústicos da varanda, escolheu-se o travertino romano bruto para revestir piso e lareira (Lesec Mármores e Granitos). O kit do modelo a gás (LCZ Lareiras) já vem com pedras vulcânicas, que emitem o calor. Banco de tronco de Hugo França e banqueta de couro da Casual Móveis

Ao lado dos livros
Ao empreender uma reforma completa na casa, os moradores incluíram o acalentado desejo de ter uma lareira na sala de estar. Responsável pelo projeto, a arquiteta Claudia Haguiara sugeriu colocá-la em meio à estante de livros para assim dar forma a um aconchegante canto de leitura. “O revestimento de cimento se harmoniza com a proposta contemporânea da casa, que leva materiais como vidro e madeira”, afirma Claudia. Para não causar mais interferências na estante, a chaminé fica do lado de fora.

lareiras_5
O kit de lareira (Lazer & Cia.) fica oculto numa caixa de alvenaria, que ganhou um cimento especialmente desenvolvido para revestimento – o tipo polimérico, da NS Brazil. Nos dias em que a lareira não está sendo usada, Claudia sugere decorá-la com plantas que não precisam de muita luz nem água, como suculentas e cactos – arranjos do Atelier Alessandra Mitteldorf em vasos de Paula Almeida. Banqueta de madeira maciça da L

Reportagem Visual: MAYRA NAVARRO
Texto: LUCILA VIGNERON VILLAÇA
Fotos: EDUARDO POZELLA

casa.abril.com.br

Tags:, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *