Cada qual no seu canto

caixas-brinquedos
É “inimaginável” a quantidade de tranqueiras que seres minúsculos chamados de filhos são capazes de juntar desde o momento em que nascem. Pode ser desde uma miniatura de dinossauro comprada no caixa da padaria ao dinossauro mais sofisticado do mundo. Organizar este universo é um exercício de criatividade e aproveitamento de espaço. A arquiteta Valeria Blay é daquele tipo de mãe cheia de ideias e que adora colocar a mão na massa. Fotografamos o apê dela para a edição de dezembro da Casa e Jardim e descobrimos esta ideia simples, barata, mas eficaz. Ela organizou os brinquedos das filhas por assuntos em caixas plásticas dispostas numa estante. Para identificar o conteúdo usou plaquinhas de madeira, presas às caixas por cordinhas amarradas, que ela mesma pintou com tinta de lousa e escreveu com giz. Dica: ela comprou a madeira na Leroy Merlin e lá mesmo pediu para cortar na medida. O home center oferece este tipo de serviço.

Fonte:  colunas.casaejardim.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post