Estudantes de arquitetura da Univali vencem Prêmio Alphaville de Urbanismo Sustentável

Gabriel Salgueiro Titapepe e Daniele Bombonatti Spina propuseram a criação de um novo centro urbano para a cidade de Itajaí, em Santa Catarina

arquitetura_sustentavel
Áreas verdes são priorizadas em projeto

Os estudantes Gabriel Salgueiro Titapepe e Daniele Bombonatti Spina, da Univali (Universidade do Vale do Itajaí), de Santa Catarina, venceram o Prêmio Alphaville de Urbanismo Sustentável. O objetivo da premiação era incentivar a elaboração de projetos urbanísticos inovadores, calcados nos princípios sustentáveis.

Com o título “Nova Centralidade Urbana – Uma visão para o Futuro”, o projeto dos alunos propôs a criação de um novo centro urbano para a cidade de Itajaí, em Santa Catarina. O trabalho prevê uma série de edifícios localizados em paralelo, com tamanhos e funções diferentes, que poderiam ter funções residenciais e comerciais, abrigando a população no centro da cidade de forma organizada e planejada. “Novos projetos a serem desenvolvidos precisam ser economicamente viáveis, bem gerenciados, de fácil manutenção, e ser ambientalmente responsáveis e socialmente inclusivos, pois todos sabem que há algo errado com nossas cidades e que esse algo poderá piorar se não aspirarmos um modelo diferente de cidade no futuro”, disseram os alunos na apresentação do projeto.

Os edifícios propostos pelos estudantes têm alturas diferentes, que permitem a circulação de ar e a entrada de luz natural nas unidades. Já as fachadas, ganham sacadas maciças de concreto, responsáveis pelo contraventamento da estrutura pré-fabricada dos prédios. Essas sacadas teriam cores diferentes, proporcionando um design inovador para o empreendimento.

arquitetura_sustentavel_2
Detalhe da fachada de um dos edifícios do projeto

Os alunos também criaram diversas áreas verdes tanto no entorno como nas coberturas dos edifícios, onde também serão abrigados hortas e pomares. O objetivo, segundo os autores, é de fornecer legumes e frutas para os moradores do empreendimento e retardar o escoamento da água de chuva na cobertura.

O projeto de Gabriel Salgueiro Titapepe e Daniele Bombonatti Spina ainda possui sistema de reaproveitamento de água de chuva nos jardins e banheiros dos apartamentos e placas solares nas coberturas. O trabalho foi coordenado por Lisete Assen de Oliveira.

Em segundo lugar no Prêmio Alphaville de Urbanismo Sustentável ficou o projeto de Anderson P. Dourado e Edilma A. Mourão, da Universidade Anhembi Morumbi, de São Paulo. O trabalho contou com a coordenação de José Rollemberg de Melo. Na terceira colocação ficou o trabalho de Agnaldo Sérgio Bertolo, da Universidade Nove de Julho, também de São Paulo. A coordenação foi de Débora Sanches.

Informações sobre os projetos vencedores estarão disponíveis em breve no site oficial da premiação, em www.premioalphaville.com.br .

arquitetura_sustentavel_3
Circulação de ar entre edifícios

arquitetura_sustentavel_4
Localização dos edifícios foi estudada para permitir também a entrada de luz solar nos apartamentos

arquitetura_sustentavel_5
Projeto vencedor também prevê a criação de espaços culturais entre os edifícios

arquitetura_sustentavel_6
Sacadas maciças de concreto são responsáveis pelo contraventamento da estrutura pré-fabricada

Segundo colocado – Universidade Anhembi Morumbi (SP)

Autores: Anderson P. Dourado e Edilma A. Mourão
Coordenador: José Rollemberg de Melo

arquitetura_sustentavel_7
Projeto propôs iniciativas para criar uma cidade mais sustentável

Terceiro colocado – Universidade Nove de Julho (SP)

Autor: Agnaldo Sérgio Bertolo
Coordenadora: Débora Sanches

arquitetura_sustentavel_8
Trabalho propos a criação de loteamentos em encostas

www.papodearquiteto.com, apud, www.piniweb.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post