Um olhar crítico sobre as cidades globais

Dados sobre o crescimento urbano mundial revelam que mais de 50% da população mundial vive em cidades e que até 2050 serão mais de 75%. Assim, é importante entender os impactos desse crescimento sobre a
qualidade de vida dos cidadãos e o meio ambiente. Certamente, as organizações sócio-econômicas, os espaços públicos e os edifícios determinam – e determinarão ainda mais – como as cidades vão responder
a desafios como mudanças climáticas e luta pelos direitos humanos.

Para contribuir na formação de consciência coletiva sobre os problemas sócio-econômicos e ambientais pelos quais passam as grandes cidades, a exposição Global Cities – realizada na Tate Modern, em Londres, traz um olhar crítico a respeito das condições sociais e espaciais dessas cidades, levantando questões sobre os efeitos da arquitetura, do projeto urbano
e do urbanismo.

Crescimento veloz
A velocidade de crescimento populacional e territorial foi mostrado em cinco exemplos:  Cairo, Istambul, Londres, Los Angeles e Xangai. No Cairo e em Xangai têm ocorrido transformações radicais na configuração morfológica, nas estruturas sócio-econômicas e no caráter do lugar. Em muitos casos, essas transformações comprometeram a vida de comunidades locais e até mesmo dos novos integrantes daquela estrutura urbana.

Xangai é a oitava cidade que mais rápido cresce no mundo, com uma área metropolitana de aproximadamente 18 milhões de pessoas, na sua grande maioria chinesa, advinda de comunidades rurais e atraída pela prosperidade da economia.

A paisagem urbana de Xangai hoje apresenta uma significativa expansão da mancha urbana acompanhada do crescimento vertical. Los Angeles, em contrapartida, é uma cidade de subúrbios, no centro de uma região metropolitana de 16 milhões de habitantes. É a segunda maior área metropolitana dos Estados Unidos, atrás somente da região de Nova Iorque.

Adensamento não requer edifícios altos
A discussão sobre densidade é de grande importância para o futuro das cidades, sendo uma ferramenta de planejamento, que, dentre outras funções, garante que áreas urbanas bem servidas de infra-estrutura sejam bem aproveitadas pelas organizações sociais e pelo poder público. No conteúdo da exposição é enfatizado que altas densidades não significam obrigatoriamente edifícios altos, sendo muitas as possibilidades do desenho urbano e das tipologias arquitetônicas.

Altas densidades populacionais podem ser alocadas em edifícios de cinco e seis pavimentos, implantados em arranjos compactos, de maneira criteriosa, inclusive ambientalmente, criando ambientes urbanos com vitalidade sócio-econômica.

O consenso nesse aspecto é que bons projetos urbanos e arquitetônicos podem ser alcançados em qualquer cidade do mundo, balanceando formas compactas com o acesso aos meios de transporte público, aos espaços
públicos e ao restante da infra-estrutura, como fica evidente em muitos bairros de Londres, Paris, Nova Iorque e outras cidades.

O conceito de diversidade
O conceito de diversidade no contexto urbano foi apresentado como o nível de variedade da população e suas estruturas sócio-econômicas, contemplando as diferenças étnicas e culturais. Porém, foi lembrado que diversidade no ambiente urbano significa muito mais, incluindo os conhecimentos e habilidades específicas e, ainda, a quantidade de pessoas que vêem de fora. Neste tópico, cinco cidades foram analisadas: Joanesburgo, Londres, Los Angeles, São Paulo e Xangai.

Com os fluxos do mundo globalizado, mais cidades estão se tornando espacialmente e socialmente diversas. Cairo, Cidade do México, Bombain e Xangai são cidades que têm expandido suas economias e atraído pessoas de outras partes do seu território nacional. Cidades como Joanesburgo, Londres e Los Angeles, mais internacionais, atraem pessoas de várias partes do mundo para trabalhar nos seus setores de serviços.

Estas cidades têm os benefícios e os conflitos de uma crescente diversidade étnica e cultural. Toda esta diversidade pode influenciar a estrutura social de uma cidade.

Fonte: vivaocentro.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post